Onde está o brilho?

A boca está sem flores

As palavras secaram e caíram

Os olhos não têm mais o aconchego do sol de outono

As lágrimas murcharam

As mãos atrofiaram carentes de novas sementes

O coração não é mais fértil

A luz do sorriso perdeu seu brilho

Os pensamentos rastejam pelo chão

em busca das cores do desejo

que se esvaneceram

A rigidez despedaçou as pétalas do abraço

O sentimento, doce e único,

ficou desprotegido

pelo vento forte e incansável!

Está oco e frágil…

O que era vigor hoje se mostra

dissabor

A corredeira se cansou de buscar

as notas musicais

Elas se curvaram diante da paisagem estática.

Colagem e poema de Lígia Velozo Crispino

2 comentários sobre “Onde está o brilho?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.